Por que de repente Globo, Veja e quetais decidiram fechar com o Freixo

A capa de Veja desta semana que circula no Rio de Janeiro é a parte mais escandalosa desta estratégia.

Não se iludam os amigos descolados do PSoL e muito menos os mais raivosos. Globo, Veja e quetais não estão apoiando de forma descarada Marcelo Freixo para a prefeitura do Rio de Janeiro por conta dos seus belo par de olhos azuis e muito menos pelas imensas qualidades que ele tem.

O apoio da mídia a ele nesta reta final de segundo turno tem por objetivo segurar o projeto de poder da Record que, como já havia dito há algum tempo, aceitou ser sócia minoritária do golpe contra Dilma imaginando que iria ser aceita no banquete dos poderosos por ser parceira num momento tão especial da história.

Mas não vai rolar, bispo. Com as famíglias Marinho e Civita o buraco é mais embaixo. Bispos oriundos do porão social não serão aceitos na mesma mesa da Santa Ceia do poder. A Record e a Universal já chegaram longe demais.

A capa de Veja desta semana que circula no Rio de Janeiro é a parte mais escandalosa desta estratégia. A ser verdade o que o senador Crivella está dizendo, de que foi fichado pela polícia porque tentava, como engenheiro, entrar num terreno da Universal que havia sido invadido. E que ao ser impedido discutiu com um delegado que lhe deu ordem de prisão, não haveria motivo para a foto se tornar capa de uma publicação nacional, com edição especial para um estado, a apenas uma semana da eleição.

Na verdade, não só não há motivo, como se eu fosse o Freixo não utilizaria esta capa como peça de campanha.

Mas por que Veja deu a matéria? Por que a mídia fechou com Freixo?

Porque eles consideram, creiam, Crivella uma ameaça muito maior do que o deputado estadual do PSoL.

Para o centro do poder midiático, o governo Freixo será um desastre. E eles poderão demoli-lo facilmente porque não terá o apoio de nenhum veículo de comunicação, incluindo a Record.

Já no caso de Crivella, o bispo teria o apoio consagrado de quase todos os grupos evangélicos e a Record se tornaria sua TV oficial. Todo o tempo necessário seria utilizado pela emissora para canonizar a gestão do senador.

Ou seja, a decisão objetiva foi. Primeiro derrotamos o Crivella. Depois a gente cuida do Freixo.

E isso deveria levar alguém a anular seu voto ou deixar de votar no candidato do PSoL?

Evidente que não. Freixo é uma onda de esperança nesta tsunami conservadora das eleições de 2016.

E pelo ritmo das pesquisas e pelas péssimas notícias para Crivella, passa a ter chances reais de se tornar prefeito do Rio de Janeiro.

Mas se isso vier a acontecer, ele e seus principais assessores devem agendar uma conversa urgente com o editor do Tijolaço, Fernando Brito, e outros tantos que viveram o governo Brizola no Rio de Janeiro.

Os articuladores de Freixo devem estudar a fundo como o engenheiro enfrentou a Globo. Porque no dia seguinte da eleição, tudo o que está sendo feito agora para elegê-lo e derrotar Crivella, será multiplicado por 100 para desmoralizá-lo.

E Freixo é uma liderança muito importante para ser destruída pelos facínoras de sempre. Que hoje usam uma mão para ajudá-lo, mas ao mesmo temo  já preparam a outra para empurrá-lo no dia seguinte da posse.


Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum e recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum, recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa e ganha 1 caneca personalizada da Fórum após 6 meses.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum, recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa, ganha 1 caneca personalizada da Fórum após 6 meses e 1 camiseta personalizada após 1 ano.





Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.



In this article

Join the Conversation

14 comments

  1. Roberto Cabral Responder

    Participação minoritária no golpe também é participação.

  2. Douglas Otaviani Tôrres Responder

    Quero ver o PSOL governar com seu purismo,sem alianças.De pedra vai virar vidraça,no momento atual do país não tenho a menor esperança em um governo do Freixo.Agora se fizer alianças,concessões joga por terra todo o discurso desde a existencia de seu partido.Mas mesmo assim,se não se converter um vassalo da midia,como disze o Rovai ser jogado aos leões pela midia.E a Record,bem a Record sifu,bando de otarios.

  3. Juliana Responder

    Sem contar que, com Crivella na prefeitura, tchau, tchau exclusividade da globo na transmissão do carnaval!

  4. João Luiz Pereira Tavares Responder

    REDE GLOBO Cultura & Educação Petista:

    Naturalmente que a política da Globo é diferente daqueloutra política do PT. Mas há o populismo em grandes Redes de TV, sobretudo em assuntos educativos e “artísticos”-educacionais.
    Observe naquilo que se entrecruza entre PeTê e a REDE GLOBO, por exemplo.
    PT e Globo cruzam-se entre si, perfeitamente. É apenas um recorte. Daquilo em que ambos se encontram perfeitamente: que são iguais (2+2=4), — não sequer semelhantes, mas iguaizinhos. Como gêmeos univitelinos.

    Ou seja: a cultura e a educação veiculadas são as MESMAS que o PT ADORA, cobiça, venera, reverencia e ACATA. Sempre sonhou e invejou: o que a Globo faz. Enfatizando, atenção: eu disse que a educação do PT é a mes-mís-sima da REDE GLOBO. ¿Para que então petista odiar a Globo?

    Regina Casé, filminhos clichês, sentimentalismo exacerbado, Claudia Leitte, simplismos e ingenuidades múltiplas, facilidades, ensinamento engana-trouxa; educação ruim e de 3ª categoria, defasada e retrógrada etc. etc.

    A Rede Globo é o PT; o PT é a REDE GLOBO.

  5. Castro Responder

    A Globo não precisa criar história, basta repeti-las a cada geração de brasileiros.

  6. Claudio Responder

    Kkkkkkkkk “Frouxo é uma ‘onda’ de esperança”. Só se esse onda for resultado de uma ttragada de baseado. Freixo, não!

  7. Ronaldo mm Responder

    Vendo os comentários quanto preconceito só pq o cara já foi pastor, preconceito esse de pessoas que dizem que lutam contra o próprio preconceito pura hipocrisia.Agora se fosse ao contrário o tal bispo começasse a difamar que o PSOL é umCM Security protege a sua privacidade partido que apoia o homossexualismo, vagabundagem a desordem etc e tal o cara ia ser crucificado, o bispo Ta na dele e tanto o freixo como a mídia covarde Ta caindo de pau no cara.Imagina se ele estivesse com todo esse ódio que o PSOL ta ia ser enterrado vivo.Votei no freixo no primeiro turno pq entendi que era um cara tranquilo, mais perdeu meu voto pq vi que é um cara desequilibrado, e faz de tudo pelo o poder até se aliar a uma mídia comprada, agora voto bispo10

  8. Marcelo Lopes Responder

    Cara, é absolutamente óbvia a estratégia da Globo, e torço muito para que falhe. Prefiro mil vezes os psicopatas da Universal do que os esquerdopatas do PSOL. Evangélicos no poder = zero mortes; esquerda no poder = 100 milhões. Simples assim, seus malditos.

  9. fbm Responder

    MESMA coisa q acharam q iria dar certo com Lula e deu no q deu…..

  10. Paula Tejanu Responder

    Excelente matéria.
    O esperado de um comunista.
    Parabens!!!

  11. EsquerdaForever Responder

    OMG que vergonha de ler os comentários. Pessoal, a direita é que é raivosa? Esse blog é sobre humor? A direita sempre esteve a frente no RJ? É cada coisa que voces escrevem…
    Nao podemos permitir que a esquerda (que, é sabido, nunca deu certo em lugar nenhum do mundo) fique a frente de qualquer municipio ou estado no Brasil.

  12. Carlos Responder

    Nessa história ninguém é inocente. Ou tu queres que eu acredite que o teu texto é imparcial. Está cada vez mais nojento acompanhar a mídia como um todo. Infelizmente, as pessoas com uma caneta, ou um computador, na mão estão articulando-se de tal forma irresponsável, manipulando uma população porquanto ignorante, despolitizada, inculta, que a contenda está ficando cada vez mais “nós” contra “eles”. E o país indo para, como se diz, o beleléu. Cada um puxando pra sua sardinha e o Brasil e o povo que se explodam. Vivemos um momento triste da nação brasileira, onde o povo iletrado, incauto, é jogado nos emaranhados dos interesses de pessoas e partidos políticos. Porra!, será que alguém neste país pode pensar no povo? Ah, meus pêsames com relação ao teu livro, porque aqueles que acreditam que a crise brasileira não é algo fabricado, e não são poucos, como os esquerdistas tentam impor goela abaixo, não o comprarão, mormente quando ele é prefaciado por alguém que brigou com o vernáculo e que, pelo andar da carruagem vai pagar pelo mal que fez a este país. Não só ele, todos os políticos, independente de cores partidárias, que praticam falcatruas de todas as espécies.

  13. Dos Leitores: apoio a Freixo | Aroldo Murá Responder

    […] ANDRÉ F.NUNES, jornalista, Curitiba revistaforum.com.br/blogdorovai/2016/10/22/por-que-de-repente-globo-veja-e-quetais-decidiram-fechar-… […]